terça-feira, 22 de julho de 2014

Cálculo de preços no Artesanato

Oi!

Uma dúvida que sempre surge na cabeça de todos os artesãos é o cálculo do preço de venda dos produtos. Surgem mil e uma perguntas e cada um faz do seu jeito. Por isso que vemos tanta disparidade de preços por aí (desde peças onde se vê claramente que o artesão está tendo prejuízo, até mesmo peças com preços abusivos). E com essa diferença de preços os artesãos acabam prejudicando a si mesmos (cobrando pouco ou demais) e também aos demais artesãos, uma vez que o cliente vai comparar os preços e ficar em dúvida sobre qual o melhor a escolher.
Eu sempre tive essa mesma dúvida, mas de uns tempos pra cá, resolvi ler muito sobre o assunto e me organizar de forma a cobrar um preço justo. Temos que ter em mente que dá um pouco de trabalho organizar os custos, montar planilhas, guardar notas de compra de matéria prima - mas no final o trabalho vale a pena!

Para ajudar a esclarecer essas dúvidas, eu li vários artigos no site Vila do Artesão, que foram esclarecedores! Abaixo seguem os links:

* Como calcular o custo da matéria prima
* Como calcular o valor das despesas fixas
* Como calcular seu lucro

Existem ainda inúmeros artigos que tratam desse assunto e é importante você pesquisar e se informar sempre! Outra coisa: não existe uma planilha pronta, onde você coloque apenas números e o valor seja calculado automaticamente! Cada artesão produz peças diferentes, compra com fornecedores diferentes, matérias primas diferentes e tem o seu valor de lucro e custos fixos diferenciados! Portanto não há como padronizar! Por isso, mãos à obra! Se não conseguir se entender com as planilhas do Excel, tudo bem! Existe a boa e velha caderneta que lhe servirá tão bem quanto uma planilha... Nesse caso, mais do que a ferramenta, o importante é a disciplina: anote tudo, guarde cupons fiscais e faça as contas ao terminar cada peça! Dá trabalho? Sim! E quem disse que existe algo fácil na vida? Pra conseguirmos alcançar o sucesso, devemos trabalhar duro! Hoje e sempre!

Espero ter ajudado com as dicas!

Beijos e até mais!

3 comentários:

  1. Muito boas as dicas, sempre que fazemos algo para vender temos dúvidas sobre o preço.
    Isto serve para artesanato ou qualquer outro trabalho que façamos em casa. Obrigada por partilhar os links.
    Beijos ótima terça feira

    ResponderExcluir
  2. Olá Tânia
    Gostei muito do seu post.
    Também postei uma matéria falando a respeito deste assunto, especialmente sobre a valorização do trabalho de nós artesãos.
    Bjs
    drexinho.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. É certo Amorinha, padeço desde sempre com isso, principalmente quem trabalha muito com retalhos, fica quase impossível de calcular o que se gasta. Muita gente já me disse por exemplo pra pegar 1 metro de tecido e cortar todas as bonecas iguais e ver quantas faço nessa medida, mas isso geraria um "monte" de bonecas que nem sempre conseguimos passar, então fica difícil. O negócio é mesmo anotar tudo que é gasto levando em conta quanto tempo se trabalha. Antes eu virava noite trabalhando, ou seja, muito mais de 12 horas por dia, agora estou policiando, marco o tempo, senão fico doida! Valeu pelas dicas, sempre é bom compartilhar o que a gente sabe! Beijo flor! Vy

    ResponderExcluir

Obrigada por deixar sua opinião!!